Menos conversinha,
Mais conversão!

Não investir em email marketing significa perder grandes oportunidades de se aproximar ainda mais do seu cliente e, consequentemente, vender mais. Pode confiar em mim, isso não é conversa fiada para convencer você a enviar emails para os seus clientes. Mas se você ainda não acredita, vamos aos números. Você sabia que 59% dos usuários ouvidos em pesquisas dizem que os emails influenciam suas decisões de compra (SaleCycle)? E tem mais: quando se trata de compras realizadas como resultado direto de uma mensagem de marketing, o email tem maior taxa de conversão (69%) que redes sociais e outros canais offline (DMA).

Quando bem utilizado, o email pode ser uma estratégia altamente eficaz para o seu e-commerce de moda, além de ser barato. Nós sabemos que esse resultado não vai aparecer de uma hora para outra, mas acredite em mim: vale a pena o investimento. Existem algumas regrinhas que você precisa ficar atento na hora de criar um email marketing. São práticas essenciais que vão ajudar a garantir uma boa entregabilidade (a capacidade de efetivamente entregar emails sem cair na caixa de spam) e taxa de abertura do seu email. Eu vou falar sobre elas logo a seguir, mas antes quero esclarecer alguns conceitos importantes.

Newsletter e email marketing: você sabe a diferença?

A diferença principal entre eles está no objetivo. Enquanto o email marketing é mais comercial e busca a atração e conversão dos clientes, a newsletter tem o poder de construir relacionamentos e fortalecer a marca ao nutrir o seu público com conteúdo relevante e de qualidade. Os dois formatos podem ser utilizados pelo seu e-commerce de moda. Você só precisa estar atento às diferenças de cada abordagem e construir um planejamento estratégico de acordo com os seus objetivos.

interior

Como montar uma estrutura básica de email marketing

Não há nada mais frustrante do que saber que o seu email foi parar na caixa de spam do cliente ou, pior ainda, que ele recebeu o email, mas nem se deu ao trabalho de abrir. Afinal, não é esse o seu objetivo. Mas calma, ao seguir as boas práticas abaixo, você diminui muito as chances disso acontecer. Vem comigo conferir.

1. Remetente:

Não sei você, mas eu já deixei de abrir vários emails por conta do remetente ser alguém que nunca ouvi falar ou o endereço ser estranho como se tivesse sido enviado por uma máquina e não uma pessoa. Gosto daquela sensação de imaginar sempre alguém por trás da tela do computador, saber quem ela é. Isso me passa mais credibilidade e segurança para abrir o email. Analisando dados da OutboundEngine, descobri que não sou a única. O endereço do remetente é um dos fatores que mais influencia na taxa de abertura de um email (64%). Para evitar que isso aconteça, se liga nas dicas que eu separei para você:

  • Utilize sempre um remetente pessoal como seunome@empresa.com.br e não contato@empresa.com.br
  • Não utilize o remetente no-reply@empresa.com.br. Muitas marcas adotam este endereço com o objetivo de deixar claro que não é para responder o email. No entanto, mesmo que você não queira uma resposta, você não deve desestimular o leitor a conversar com o seu e-commerce.
  • Na hora de configurar este remetente, lembre-se de colocar o nome ou apelido da pessoa e a marca. Por exemplo: Val da Convertr ou Valéria | Convertr. Isso torna a mensagem mais humana, gerando aproximação.

interior-sorteios

2. Assunto:

Este é outro ponto que interfere muito na abertura de um email, tanto que na pesquisa que eu citei ali em cima ele também aparece (47%). Já deixei de abrir muitos emails porque o assunto não me interessava. Vale uma atenção especial neste tópico. Evite usar muitos caracteres já que acaba nem aparecendo na linha principal e nem diz do que se trata aquele email. Poucas palavras, mas que chamem a atenção.

  • Quando acessamos o email via mobile, aparece até 47 caracteres do assunto. A dica aqui é para você focar em um texto de 20 a 40 caracteres.
  • Os emojis trazem uma relação emocional e visual ao título do email. Use com contexto e moderação.
  • NÃO UTILIZE O TEXTO TODO DO ASSUNTO EM CAIXA ALTA (maiúsculo). Não parece que estou gritando? Por mais que chame a atenção, é deselegante e atrapalha a entregabilidade do email já que muitos provedores identificam como spam.
  • Perguntas geram curiosidade. Quando eu vejo um ponto de interrogação, já quero logo saber a resposta. Use este recurso quando achar necessário.
  • Evite jargões do marketing como promoção, só hoje, off, liquidação, free, grátis, desconto, clique, abra, de graça, crédito, oferta, compre, veja, confira, etc. Essas palavras são muito usadas nos emails e as chances de gerarem frustração são altas.

3. Preheader:

Você já deve ter recebido emails que logo após o assunto, aparece a frase “visualizar como página web”. No Gmail, são aquelas palavras cinzentas ao lado do título. Quando o preheader não é configurado por você e é gerado automaticamente, acaba aparecendo o primeiro texto da sua peça. Esta pré-visualização do conteúdo (chamada também de preheader ou snippet) auxilia na entregabilidade e é importante para dar ainda mais força para o título. Por isso, crie o seu próprio preheader.

  • O texto deve ter, no máximo, 160 caracteres.
  • Assegure-se de que é um texto apelativo, pertinente e que complementa perfeitamente o título.

interior-simu

4. Personalização:

Eu posso nunca ter recebido um email daquela marca ou empresa, mas se tem um “Oi, Valéria” já chamou a minha atenção e vou querer saber do que se trata. São os chamados Tokens de Personalização que promovem isso. É como um código que puxa as informações de “nome do usuário” ou outros dados que você possa ter do lead. Ao utilizar esse recurso, você gera uma afinidade imediata com o seu cliente, aumentando as chances dele abrir o seu email.

5. Corpo do email: 

Ao elaborar o seu email, não use só imagens. O recomendado é uma proporção de 40% imagens e 60% texto. Os emails com texto tem uma taxa de cliques 40% maior do que aquelas só com imagens. Outro dado interessante é que 60% das pessoas que abrem emails não rolam. Por isso, o objetivo do seu email deve estar claro já no início, nos primeiros 300 pixels.

  • No topo, utilize a logo da sua marca e em seguida a apresentação do menu ou das principais categorias da loja. Isso ajuda na navegação.
  • A largura mínima recomendada para o e-mail é de 600px e máxima de 800px. No mobile, a base é 600px.
  • Quanto a altura, depende do conteúdo. Evite passar de 1180px senão a rolagem fica cansativa.
  • O formato das imagens para email é sempre em jpg.
  • Cada imagem deve pesar no máximo 100kbs e você pode inserir até 470 kbs em imagens no seu layout. Provedores não aceitam imagens acima de 100kbs. A minha dica aqui é: passe as imagens no Tiny para que fiquem mais leves para o carregamento.
  • Coloque links em todas as imagens que tiver no email. Jamais colocar link apenas no botão deixando a imagem sem clique. E SEMPRE confira se os links estão funcionando antes de enviar o email.
  • Utilize gifs, mas com moderação. Nada de enviar um email com um festival de gifs.
  • Aproveite o rodapé do email para colocar alguma informação adicional como dados do frete e parcelamento.
  • Não esqueça de inserir a opção de descadastro, pois melhora a sua entregabilidade e diminui as marcações como spam.

email-exemplo

6. Call-to-action:

Os CTAs são itens obrigatórios no seu email. Afinal, são eles que direcionam o leitor para uma ação específica. Não complique, seja objetivo o suficiente para que o cliente entenda o que precisa fazer só de passar os olhos. Use verbos no imperativo (“compre agora”) ou no infinitivo (“comprar agora”). Teste as duas opções em diferentes contextos para descobrir aquela que funciona melhor.

  • Insira, no máximo, 3 CTAs diferentes em seu email. Quanto menor o número de tomadas de decisão para o cliente, maior a taxa de cliques.
  • Crie urgência. Palavras como “hoje” e “agora” mostram o quanto imediata é a ação.
  • Números ajudam a evidenciar benefícios: “Ganhe agora 30% off”.
  • Use uma cor que contraste com os outros elementos do email para chamar a atenção.

Viu só como não é difícil? Neste post, eu trouxe para você algumas dicas práticas para montar um email marketing que seja efetivo, aumentando a entregabilidade e a taxa de cliques. Não se esqueça que o email ainda é uma ferramenta poderosa de engajamento e conversão para ecommerces de moda. Basta saber utilizá-lo da forma correta para que os resultados comecem a aparecer.

Valéria Coelho

Customer Success da Convertr, Val é publicitária por formação, social media e especialista em e-commerce. Não tem nada que deixe a Val mais feliz do que ver seus clientes satisfeitos. Pau pra toda obra e ligada no 220V, Val é criativa, sonhadora, eclética, multitalentosa e tem um coração gigante. Val é a Val.

Atualizado em 03/08/2021 às 11:13